Como agir diante de um traumatismo dentário

 

Crianças e adolescentes gostam de brincar. E entre as brincadeiras, é comum presenciarmos quedas, choques entre eles e até objetos os atingindo. Em inúmeros casos a área afetada é a boca e,

consequentemente, os dentes. Siga as recomendações básicas para ajudar a criança acidentada de maneira correta.

Com calma, verifique a região machucada. Se houver sangramento, procure reduzi-lo, comprimindo uma gaze no local por alguns minutos. Se o dente ou parte dele tiver caído, procure o pedaço solto, tire uma foto de como está a área com trauma e ligue para o odontopediatra.

Quando acontece o acidente, mesmo quando os pais levem a criança ao pronto socorro, o mais comum é receberem orientação para irem ao consultório do odontopediatra – nesses casos

atendemos no momento da emergência, sem agendamento. Os fins de semana costumam ser bem movimentados com esse tipo de atendimento. Algumas dicas sobre as informações que são

importantes serem passadas ao profissional para avaliar a gravidade do trauma:

  • Se a criança bateu e quebrou o dente, qual o tamanho da parte quebrada?
  •  Quando o adulto responsável enxerga um pouco de sangue (ou um ponto vermelho) dentro

do dente, trata-se de um caso urgente.

  • Não é regra necessária pegar o pedaço quebrado do dente, mas se puder é bom.
  • O dente ficou mole? Verifique sempre se o quanto amoleceu depois da pancada. Por

telefone, o odontopediatra pede mais detalhes para analisar se é necessário fazer uma

contenção – como se fosse ‘engessar o dente’.

  • Quando o dente sai por inteiro, coloque-o em um recipiente com leite. Isso mesmo, leite. Se

estiver em um local em que não há leite, deixe-o dentro da boca da criança. Porém, se ela

for muito pequena e as chances de engolir o dente são grandes, coloque-o na boca do

adulto responsável e acione o odontopediatra.

Deixe seu comentário